Home
Doença Celíaca  

A doença celíaca é uma doença que danifica o aparelho digestivo, intestino delgado e interfere com a absorção de nutrientes do alimento. Quando as pessoas com doença celíaca ingerem alimentos ou usam produtos com glúten, o sistema imunológico, responde danificando as vilosidades do intestino delgado, que são responsáveis pela absorção dos nutrientes dos alimentos para a corrente sanguínea. A doença celíaca é genética, mantém-se por toda vida e por vezes torna-se activa pela primeira vez após cirurgia, gravidez, parto, infecção viral ou por stress emocional grave.

Sintomas da doença celíaca

Os sintomas desta doença variam de pessoa para pessoa, e podem ocorrer ao nível do sistema digestivo ou de outras partes do corpo. Normalmente são as crianças as mais afectadas por sintomas do sistema digestivo, e principalmente nos primeiros dois anos de vida, durante a introdução de novos alimentos na dieta. Os sintomas mais comuns são:
* Distensão abdominal e dor;
* Diarreia Crónica ou intermitente;
* Vómitos;
* Perda de peso;
* Palidez;
* Fezes ricas em gordura, brilhantes, fétidas, volumosas e pouco consistentes;
* Irritabilidade é outro sintoma comum em crianças. A má absorção de nutrientes, durante os anos em que a nutrição é essencial para o crescimento normal da criança podem resultar em outros problemas, como atraso no crescimento e baixa estatura, puberdade atrasada, e defeitos no esmalte dos dentes permanentes.

Os adultos apresentam com mais frequência outro tipo de sintomas:
* Anemia ferropriva inexplicada;
* Fadiga;
* Dores ósseas ou articulares e cãimbras;
* Artrite;
* Perda de massa óssea ou osteoporose;
* Depressão ou ansiedade;
* Formigamento dormência nas mãos e nos pés;
* Alterações do ciclo menstrual;
* Infertilidade ou abortos recorrentes;
* Aftas recorrentes;
* Prisão de ventre/diarreia;
* Anemia.

Estes indivíduos tendem a ter outras doenças em que o sistema imunológico ataca as células saudáveis do corpo e tecidos. A relação entre doença celíaca e essas doenças pode ser genética. Entre elas podemos referir a diabetes tipo 1, a doença auto-imune da tiróide, a doença hepática auto-imune e a artrite reumatóide.

Diagnóstico da doença celíaca

Após suspeita de ter a doença, o médico deverá pedir análises ao sangue e às fezes para confirmar a existência de má-absorção dos alimentos e a existência de anticorpos da doença celíaca, tais como: anti-gliadina, anti-endomisio, anti-transglutaminase (actualmente o mais exacto). Caso os exames sejam positivos, a probabilidade de ter a doença é alta no entanto é necessária a realização de biópsia ao intestino para confirmação da mesma.

Tratamento da doença celíaca

O único tratamento existente é uma dieta rigorosa sem glúten para toda a vida, pois não existem medicamentos para a doença celíaca. O glúten deve ser excluído da dieta já que os sintomas podem surgir mesmo com quantidades mínimas desta proteína.Uma dieta sem glúten é aquela em que excluímos todos os cereais que o contêm e seus derivados. Os cereais que contêm glúten são:
* Trigo;
* Cevada;
* Centeio;
* Aveia.

Alimentação dos doentes celíacos

Alimentos proibídos

* Farinhas e amidos de: trigo e variantes (Triticale, espelta, kamut, etc.), de aveia, centeio, cevada e malte e extracto de malte;
* Pão;
* Bolos e bolachas;
* Massas;
* Iogurtes com cereais;
* Farinheira e alheira;
* Sopas de pacote;
* Panados;
* Delícias do mar;
* Pizza;
* Lasanha e canelones.

Alimentos que podem conter glúten

* Broa de milho;
* Queijos industriais;
* Iogurtes de aromas/pedaços;
* Leites achocolatados, maltados e aromatizados;
* Produtos pré-congelados e ultra-congelados;
* Salsichas em lata;
* Enlatados;
* Fiambre, Presunto e chouriço;
* Pâtes;
* Polpa de Tomate;
* Caldos de carne e de peixe;
* Outros temperos industriais (ketchup, maionese, mostarda, etc);
* Sobremesas instantâneas;
* Gelados comerciais;
* Compotas de fruta;
* Chocolates em tablete ou pó;
* Frutas em calda /cristalizada;
* Gelatinas;
* Produtos de soja;
* Natas;
* Manteigas e margarinas;
* Banhas industriais;
* Batatas fritas de pacote;
* Refrigerantes;
* Sumos concentrados;
* Whisky;
* Açúcar glacé.

Apesar destas restrições, as pessoas com doença celíaca podem comer uma dieta bem equilibrada com uma grande variedade de alimentos.

Alimentos permitidos

* Batata;
* Arroz;
* Amaranto;
* Quinoa;
* Milho;
* Mandioca;
* Tapioca;
Podem comprar pão sem glúten, massas e outros produtos das lojas que disponibilizam alimentos orgânicos, ou comprar produtos de empresas de alimentos especiais.Produtos sem glúten são cada vez mais disponíveis em lojas tradicionais.
* Carne;
* Peixe;
* Ovos;
* Marisco
* Fruta;
* Vegetais;
* Leguminosas (grão, feijão, ervilhas, favas, etc.);
* Leite natural gordo, meio gordo e magro;
* Queijo fresco e requeijão;
* Iogurtes naturais;
* Azeite e óleos vegetais;
* Água;
* Vinho;
* Chá;
* Café puro;
* Especiarias (noz moscada, pimenta em grão, cravinho, etc.);
* Ervas aromáticas (salsa, coentros, óregãos, etc.).

Conselhos úteis

- Pessoas com doença celíaca devem ser cautelosas relativamente quando fazem alguma refeição fora de casa, quando compram alimentos no supermercado, nas festas, ...
- Comer fora pode ser um desafio. Quando uma passoa com doença celíaca estiver com dúvidas sobre um algum item de um menú, deve perguntar sempre ao empregado qual os ingredientes no prato.
- O glúten além dos alimentos pode ser encontrado em produtos de uso doméstico e em alguns medicamentos, pelo que a leitura de rótulos dos produtos é de extrema importância. Se os ingredientes não estão explícitos no rótulo, o fabricante deve fornecer uma lista, mediante solicitação;
- O doente celíaco nunca deve abdicar da dieta em situação alguma, pode sentir-se melhor mas não está curado;
- Em caso de dúvida não deve ingerir o alimento.

Para saber mais sobre o tema consulte o site da Associação Portuguesa de Celíacos em: www.celiacos.org.pt